:: Ensino Articulado ::

O Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto promove oportunidades diversificadas de aprendizagem a todos os seus alunos, quer através de um grande leque de ofertas educativas curriculares, quer através de ofertas educativas e lúdicas não curriculares.
A oferta de Ensino Articulado da Música é um projeto que tentamos implementar, pois constitui uma vantagem na formação integral dos nossos alunos.
O Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto oferece o Ensino Articulado da Música para os alunos do 5.ºano que frequentem a Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto e a Escola Básica de Arco de Baúlhe, no ano letivo 2018-2019.

O que é o ensino articulado?

O ensino articulado é uma forma de frequentar o ensino especializado da Música em que a Academia e a Escola regular se articulam entre si, de forma a aliviar a carga horária do aluno e a não duplicar disciplinas. Nesta modalidade, o aluno frequenta um plano de estudos especificamente adaptado, em que as disciplinas da Academia são integradas na matriz curricular da escola regular.


Em que condições pode um aluno matricular-se?

Para se matricular no curso de básico de música o aluno tem de frequentar no ano letivo 2018/2019 o 5.º ano de escolaridade na Escola Básica de Arco de Baúlhe ou na Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto.

Quais as disciplinas que um aluno articulado não tem na escola regular?

Quem frequenta esta modalidade não tem Educação Musical nem Educação Tecnológica.

Quais são as disciplinas da componente vocacional (música)?

Instrumento, Formação Musical (F.M.) e Classe de Conjunto (C.C.).

 

Como funcionam as aulas de música? E o que são?

Na Formação Musical aprende-se a ler e escrever a notação musical e a perceber uma obra musical.
Na Classe de Conjunto pratica-se música de conjunto, em pequenos grupos instrumentais ou corais.
Na aula de Instrumento aprende-se e aplicam-se as técnicas necessárias para tocar um instrumento.
Sendo a aprendizagem de um instrumento uma disciplina essencialmente prática, os alunos devem, desde o início, criar uma rotina de estudo. Para uma boa evolução na componente vocacional o aluno deve estudar diariamente.

 

Quanto custa frequentar este Curso?

Havendo financiamento do Ministério da Educação e Ciência, não custa nada, ou seja, é gratuito. Se não houver financiamento, a Academia estipulará uma mensalidade.
No entanto, à semelhança de outras disciplinas curriculares, é necessário adquirir algum material pedagógico como: instrumento escolhido e outros materiais que os professores considerem indispensável.


Que instrumentos podem ser escolhidos?

A escolha dos instrumentos está sempre dependente das vagas existentes. Os instrumentos lecionados poderão ser: clarinete; flauta transversal; guitarra; oboé; piano; saxofone; trombone; trompa; trompete; viola d’arco; violino; violoncelo.

 

Como é feita a avaliação das disciplinas asseguradas pela Academia?

As avaliações da Academia são independentes das da escola, e não influenciam a passagem ou a reprovação no final do ano letivo. No entanto, para poder prosseguir os estudos musicais no 3º Ciclo, o aluno tem que ter aproveitamento às disciplinas vocacionais no final do 6º ano.

 

Se não gostar, o aluno pode desistir?

Sim, caso não goste, o aluno pode desistir até ao final do 1º período do 5º ano, ou então no final do ciclo, ou seja, no final do 6º ano.

 

E a partir do 7º ano, pode continuar?

Caso tenha gostado, e tenha obtido aproveitamento e pretenda continuar a estudar na Academia, pode-se manter a articulação até ao 9º ano.

 

Onde é que se arranja o instrumento?

O instrumento terá que ser comprado pelo encarregado de educação. Há, no entanto, Bandas Filarmónicas que cedem instrumentos aos alunos, desde que estes ingressem na Banda, e desde que haja em stock instrumentos disponíveis.
Há também certas empresas que alugam instrumentos musicais e muitas que os vendem a prestações. Encontram-se, igualmente, muitos instrumentos em segunda mão à venda em lojas especializadas, anúncios nos jornais e na Internet.
No entanto, há que ter certos cuidados. Não se deve comprar um instrumento musical, novo ou usado, sem o conselho de alguém conhecedor, pois os instrumentos são caros e nem todos são bons para começar a aprender ou têm qualidade.
Além disso, na Academia, no final deste ano letivo haverá, para os alunos inscritos no ensino articulado, demonstração de todos os instrumentos atrás mencionados, com o apoio dos diferentes professores que os encaminharão para o instrumento que melhor se adeque a cada aluno.

 

Onde é que decorrerão as aulas de música?

As aulas da componente vocacional decorrerão na Academia de Música, situada na Rua Antunes Basto (Campo do Seco, a 100 metros da Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto).

 

Existem pré-requisitos para entrar nesta modalidade de ensino?

Sim. O aluno deve ter gosto pela música, mostrar capacidade de estudo e vontade de aprender a tocar um instrumento. Ainda que não evidencie particular talento, deve possuir vocação mínima para esta área artística. Como o número de vagas neste tipo de ensino é limitado, se houver um número de alunos que exceda uma turma, a Academia poderá ter de realizar testes de aptidão aos candidatos.

 

Em que consistem os testes de aptidão?

Estes são constituídos por um conjunto de exercícios práticos, curtos e simples, que servem para determinar as capacidades musicais do candidato.

As inscrições deverão ser feitas até ao dia 30 de Junho
(Em processo de autorização)

Aqui: https://goo.gl/forms/Q6gPGLh0h2KTl5NJ3